Mostrando postagens com marcador bibliotecário. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador bibliotecário. Mostrar todas as postagens

Eu Amo Biblioteca, Eu Quero

"O movimento “Eu Amo Biblioteca, Eu Quero” foi criado para mobilizar a sociedade e mostrar que as bibliotecas não são apenas um espaço para guardar livros. As bibliotecas devem ser espaços convidativos e, além de incentivar a leitura, precisam oferecer uma agenda cultural variada com música, cinema, dança, arte, cursos, palestras, oficinas. Elas devem possuir acervos atualizados, acesso à internet, jogos, brinquedos e também contar com uma equipe especializada para atender a comunidade. Além disso, as bibliotecas devem prestar serviços diversos que promovam a inclusão e contribuam com a formação cidadã, como, por exemplo, auxiliar na elaboração de currículo, prestar informações sobre programas sociais que sua cidade e seu estado dispõem, ensinar a navegar na internet e muito mais. Há vários tipos de bibliotecas: públicas, escolares, acadêmicas, especializadas. Todas oferecem inúmeras formas de conhecimento, cultura, arte e lazer. Exija bibliotecas de qualidade." Créditos FEBAB - Você tem direito!"  - Fonte FEBAB

Rolling Stones afirma querer ser bibliotecário

Rolling Stones afirma querer ser bibliotecário

Keith Richards é apaixonado por literatura
Keith Richards é apaixonado por literatura
Já imaginou entrar em uma biblioteca em busca de uma boa leitura e aí ser atendido por nada mais nada menos que o guitarrista Keith Richards, dos Rolling Stones? Essa situação inusitada pode não ser tão impossível assim, uma vez que o músico declarou ter o sonho de ser bibliotecário.
De acordo com o jornal The Sunday Times, a afirmação está em sua autobiografia que está perto de ser publicada. O periódico informa que o roqueiro confessa que, apesar de sua imagem rock and roll, há muito tempo conserva uma paixão pela literatura.
Keith Richards conta ainda que contratou consultoria profissional para guardar os exemplares em suas casas na Inglaterra e nos Estados Unidos.
O jornal informa que o guitarrista, durante a sua juventude na Inglaterra do pós-guerra, se refugiava na leitura antes de conhecer o blues. Para Richards “quando você cresce, há duas instituições que o afetam especialmente: a Igreja, que pertence a Deus, e a biblioteca, que pertence a você. A biblioteca pública é enormemente igualitária”.
Fonte: CRB-1 | Editado pelo CRB-6. - Autoria Créditos :ALEXANDRE CARDOSO 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seleção de cursos para profissionais da área da Educação!
São Cursos reconhecidos e de Qualidade!
Recomendo!